Fala galera, beleza?

Há algumas semanas atrás, eu recebi um email me questionando o motivo pelo qual eu não gostei do livro Garota Exemplar de Gillian Flynn. Irei deixar o nome da pessoa de fora, porque o próprio me pediu que fosse feito assim. Então, vamos lá!

Eu não me recordo quando foi que comentei sobre este livro aqui no blog, no entanto acredito que tenha sido em alguma tag. A verdade é bem simples, eu detestei esse livro, e nesse texto vou expor minhas opiniões, lembrando que é só a MINHA opinião. Até porque ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas. Enfim… Primeiramente preciso dizer que no inicio da leitura achei a escrita de Flynn interessante e detalhada, só que esse pensamento não durou muito tempo. Ao desenrolar da narrativa a história começou a se tornar desestimulante e tediosa e os elogios que os críticos teceram pareciam não fazer sentido.

Desta forma, enquanto todos diziam que o final era surpreendente, que a narrativa era sedutora e os personagens interessantes, eu estava prestes a me desfazer do livro na primeira oportunidade. No entanto me segurei e me mantive firme na leitura. É claro que não posso me negar que os personagens eram realmente bem detalhados e com uma personalidade rica, no entanto cada página que os conhecia melhor uma raiva dentro de mim era nutrida contra eles. Ao ponto de que em minha opinião o desfecho ideal para eles seria no estilo de tortura de Cães de Aluguel do tio Tarantino e se você já assistiu a este filme sabe muito bem do que estou falando (quem sabe do que estou falando deixa lá nos comentários!). No entanto para a minha tristeza o final não supriu minhas expectativas só me deu vontade de lançar o livro longe.

Assim quando todos me diziam que eu não iria conseguir adivinhar o que estava acontecendo, que era um mistério indecifrável. Eu já tinha entendido tudo estava me perguntando, cadê o mistério? Simplesmente não havia. Em nenhuma das páginas eu encontrava o tão enredo misterioso e sedutor que falavam. Muitas pessoas gritaram no meu ouvido, você não entendeu o sentido real do livro, é um critica sobre o casamento e seus perigos… E a única coisa que posso dizer é que a autora fez um bom trabalho, não estou negando a importância e a influencia deste livro, no entanto ele simplesmente não combinou comigo.

E só para fechar esta conversa e encerrar o assunto, na minha humilde opinião David Fincher fez mágica na hora de adaptar o livro para as telas, mostrando que ele é o cara na hora de dirigir um bom filme e fazendo um ótimo trabalho assim como fez em Clube da Luta, A Rede Social, Se7en e Millennium. David Fincher mora no meu coração.

Então gente, por hoje é só. Me contem nos comentários o que vocês acham do livro e do filme, mesmo que sejam opiniões que discordam da minha eu gosto de saber, então me falem! Estou curiosa… Não se esqueçam de dar aquela curtida no fim da página e nos vemos no próximo post.

Beijos e boa leitura!

Anúncios